7 de fevereiro de 2016

Resenha: A Seleção + Layout novo!


Olá viciados em livros, como vocês estão?

Depois de um sumiço, estou aqui novamente! Isso vem acontecendo repentinamente pela falta de criatividade que tenho passado , mas não se preocupem porque todas as vezes que esse tipo de coisa acontece, eu me supero depois hahaha <3 E isso de fato aconteceu. Como vocês já devem ter percebido ao acessar o blog, eu mudei COMPLETAMENTE o layout do blog! Com mais ou menos 3 dias de trabalho, este foi o resultado. Eu estou amando e espero deixar o blog do jeitinho que está por um tempo. Me escrevam nos comentários o que acharam, vou adorar saber a opinião de vocês!

Mas partindo logo ao assunto do post de hoje, resolvi resenhar o livro A Seleção, que comecei no finalzinho do ano retrasado e terminei em janeiro de 2015. É um livro que te deixa morrer de ansiedade para saber o que acontecerá no repertório de America ( personagem principal). Sabendo que o livro pertence a uma trilogia, tentarei postar uma resenha por semana, mas me desejem sorte pois as aulas já começaram e minha rotina está muito corrida ( risos ). Espero que gostem da resenha e comentem o que acharem!

Título: A Seleção
Autor(a): Kiera Cass
Ano de publicação: 2012
Editora: Seguinte
Páginas: 361


Resenha: A Seleção


O livro se passa na era futurística, onde o território dos Estados unidos já correspondeu ao Estado Americano da China e atualmente à Illéia, país que surgiu após as constantes guerras fragilizarem o mundo, comprometendo a economia e a história dos povos antigos.

Depois do acontecido, a sociedade passou a ser dividida por castas, as quais estabeleciam as condições financeiras e definia a respectiva profissão do cidadão. E elas são:
Casta 1: A realeza;  
Casta 2: Elite, celebridades, políticos e oficiais;  
Casta 3: Professor, filósofos, cientistas, arquitetos, médicos, veterinários etc;
Casta 4: Fazendeiros, corretores, chefes de cozinha, donos de restaurantes, hotéis, entre outros;
Casta 5: Músicos, dançarinos, atores e artistas desconhecidos;
Casta 6: Costureiras, secretárias, governantas, serventes;
Casta 7: Trabalhadores braçais, jardineiros, pedreiros, lavradores;
Casta 8: deficientes sem amparo, viciados, mendigos, fugitivos.

Para fugirem da realidade que lhes era imposta desde o berço, A Seleção era uma oportunidade única para as jovens. A competição reúne 35 moças solteiras entre 16 e 20 anos para competirem pelo coração do Príncipe Maxon. Esta era uma chance de morarem em um palácio luxuoso, ter vestidos e jóias maravilhosas. Mas, acima de tudo, de casar com o príncipe bondoso e gentil e se tornar rainha de Illéia.

Este é um sonho que qualquer garota gostaria de viver, porém, para America Singer é apenas um pesadelo. De Casta 5, America virou irmã mais velha da casa depois que sua irmã Kenna ter se casado e seu irmão Kotta ter saído de casa para viver sua própria vida. Sua casta lhe permitia trabalhar com a arte da música. America cantava e sua mãe tocava piano em eventos para sustentarem a família, que era composta por 4 pessoas: Seu pai, Shalom; sua mãe, Magda; sua irmã, May; por ela e por seu irmão mais novo, Gerad.

Desde os quinze anos de idade, America namorava com Aspen, rapaz de Casta 6. O amor dos dois era proibido por conta da diferença de castas, por isso não poderiam contar aos seus familiares sobre ele. Os dois jovens se encontravam depois do toque de recolher na antiga casa na árvore da Família Singer. Aspen era um dos motivos pelos quais America não suportava a ideia de se inscrever para A Seleção, mesmo sua mãe obrigando-a tomar esta iniciativa.

Não havendo outra alternativa, ela inscreveu-se na competição apenas para o agrado da mãe e pela insistência de Aspen, pois ele achava que America não poderia deixar de algo que poderia mudar sua vida por causa dele. Ela não tinha muitos expectativas, porque sabia que todas as jovens solteiras dentro da faixa etária permitida se inscreveriam também.

Aos olhos de America, o príncipe Maxon parecia uma marionete, seguindo todas as ordens que o rei ( seu pai) estabelecia; um rapaz arrogante e de nariz empinado. Mas ela teria de tomar suas conclusões na presença dele, pois seu nome estava na lista das 35 selecionadas. . A partir daquele momento, nada seria como antes, e America sabia que teria de lutar com as mudanças que aconteceriam em sua vida.


7 comentários:

  1. Layout ta lindo! Gostei da resenha, muito boa

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Obrigada! Procuro sempre melhorar, tudo isso é por vocês, leitores daqui do blog. Um beijo <3

      Excluir
  3. O Layout ficou lindo ♥ E a resenha também haha
    Beijoos!!

    ResponderExcluir
  4. Vou comprar esse mês que vem!!!!!! Estava sem ideia para ler.

    ResponderExcluir